quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Lavínia e seu ex

Eu já contei aqui a história de Lavínia (nome fictício de uma leitora super querida do Ceará) com seu ex-namorado, Breno (nome também fictício). Não lembra desse post? Pois pode reler aqui. Para resumir, o namoro dos dois, que teve início em 2004, era um tanto quanto conturbado. Principalmente porque Breno não era, digamos assim, muito comprometido com Lavínia, a quem chegou a trair, para quem mentiu inúmeras vezes, sem dedicar-lhe nunca a atenção que ela merecia. Diante disso, a relação deles teve fim no início de junho.

Há 15 dias, Lavínia me escreveu para falar de Breno. E pedir para dividir aqui, mais uma vez, o dilema dela com vocês. O que aconteceu agora? Um mês depois do fim deles, o dito cujo assumiu um novo namoro. Isso com direito a fotos em redes de relacionamento e tudo mais. Mas, mesmo assim, continuava visitando, frequentemente, a página de Lavínia no Orkut. Ou seja, sabia que ela estava retomando a vida, saindo, ficando com outros meninos até.

Um belo dia, eis que Breno manda um torpedo para a nossa leitora onde se via apenas uma carinha triste. Ela, que já tinha ficado sabendo do fim do namoro dele, sequer respondeu. Não satisfeito, ele a chamou para conversar no MSN. Basicamente, quis contar que estava mal por ter terminado o relacionamento. Como se Lavínia fosse confidente dele, né? Vejam bem. O diálogo foi repleto de expressões como “tô tão triste”, “acho que estou passando pelo que vc passou quando acabamos”, “não estou mais namorando”, “queria te pedir desculpa de novo...pelo sofrimento”.

Resumo da ópera: o cara queria que Lavínia soubesse que ele está livre, para mim isso é muito claro. Na minha modesta opinião, está demarcando território, tentando se reaproximar, apesar de eu achar o fim dos tempos ele ter procurado a nossa querida para fazer “desabafo”, para pagar de triste pelo fim da sua história com outra pessoa. A questão é que Lavínia ficou mexida. E quer ouvir as nossas opiniões a respeito do babado. Assim sendo, lá vou eu abrir os trabalhos.

Por ter já uma certa “intimidade” com Lavínia, advinda das nossas conversas por e-mail, reescrevo aqui um posicionamento já registrado para ela nos nossos papos: quem sou eu para dizer que essa criatura não se arrependeu, que vocês podem voltar e ser muito felizes? Ninguém, evidentemente. Mas, acredito, ele já perdeu 10 mil pontos por essa ceninha de arrasado para cima de você. Foi no mínimo deselegante. Se tiver que ser, querida, e essa decisão é sua, que seja às custas de muito suor, viu? Pise! Deixe esse cabra rebolar. E muito, se quiser ter outra chance com você.

Fique bem. Beijão,


Isabela – A Divorciada

20 comentários:

Anônimo disse...

Bela, adorei o post! Você como sempre, muito atenciosa e carinhosa com as leitoras! Espero que as pessoas opinem, porque o negócio é difícil... Beijão, Lavínia

2 de setembro de 2010 07:02
O Burro que chora disse...

Lavínia...
A fila anda...
Ame quem merece teu amor...
Falar com vc que ficou triste pelo fim do namoro dele é demais...
Passa a regua...
Quem vive de passado é museu...
Não vai faltar neste mundo uma pessoa que saiba te valorizar...
felicidades

2 de setembro de 2010 07:25
O Burro que chora disse...

Leia o texto Queijo Velho
http://burrochora.blogspot.com/2010/08/o-queijo-velho.html
E evite mais uma dor de barriga...

2 de setembro de 2010 08:06
Andarilho disse...

A Bela sempre é tão polida nas suas opiniões. Eu não sou tanto assim.

Ó, o cara quer fazer um revival do que era antes, ou seja, fica um pouco contigo e com outras da listinha dele. E usa esse truque mais do que velho.

Breno se arrependeu nada. No máximo, ele se arrepende de estar sozinho. Veja que tem uma grande diferença entre estar sozinho e não estar com você.

O negócio é cortar logo relações com o cara.

Olha, people don't change.

2 de setembro de 2010 08:38
Albuq disse...

Bela, concordo em tudo com você!

Acredito que se ela acha que vale a pena tentar novamente, então, ao menos que faça ele correr atrás e MUITO. Particularmente, eu não voltaria, mas, se tratando de mim, porém, concordo com Bela, quem sou eu para determinar se serão ou não felizes?

Sorte Lavínia, muita sorte e sabedoria na escolha. bjssssssss Bela.

Ps.: Fiquei muito feliz com tua visita Bela, e espero que goste das poesias!

2 de setembro de 2010 08:52
Olívia disse...

A decisão é dela é ponto.

Mas, se cabe aqui nossa opinião...
Não acho que ele está sendo de todo sincero, mas também não podemos ser pessoas incrédulas.

As pessoas em geral tendem a ouvir as opiniões "certinhas" dos outros, mas acabam fazendo o que dá na telha...

Portanto, se ela achar que deve dar um gelo, pisar, maltratar o cara e depois dar mais uma chance (o que eu acho q ela fará), é ela quem deve decidir.

Agora, se ela decidir que ele não vale nada mesmo, aí minha filha: SE JOOOOGA, que ta cheio de homem pelo mundo...

Se prestam ou não, é ooooooooutra coisa...

hahaha

BOA SORTE e nos conte depois o desfecho...


.Olívia.

2 de setembro de 2010 08:53
Frô disse...

Lavínia,

O cara nunca te deu valor. Ele não vale o desodorante que usa no sovaco.

Uma dica: se ame mais. Se goste, se cuide. Se dê presentes, massagens. Quanto mais você gostar de você, melhor será a sua vibração, e mais pessoas bacanas irão se aproximar.

Feche a porta para esse safado. Se precisar, delete e bloqueie o fdp de tudo quanto é rede social. E vê se para também de ficar bisbilhotando a vida dele e segue com a sua.

Nada sutil, desculpe, mas tive que falar.

A fila anda!

2 de setembro de 2010 11:11
Evelin disse...

Alem da fila andar, fique com um homem e nao com um muleque, porque, para mim, isso é coisa de muleque.
Desculpando a grosseria...

beijos beijos

2 de setembro de 2010 11:24
disse...

Só não entendi uma coisa, como assim "Estou passando pelo que você passou quando terminamos"?? Isso significa que só vc sofreu c o termino de um namoro tão longo, e ele? Não sofreu?
Lavinia, se puder me passe seu e-mail, passei por coisas parecidas, acho que podemos ter boas conversas.
No meu caso, dei mais uma chance há 3 semanas e estou tendo o namorado que sempre sonhei. Mas o meu suou a camisa, correu atrás e pisei muuuito nele, rsrrss
Pegue meu e-mail com a Bela, mandei e-mail pra ela hoje.
bjos

2 de setembro de 2010 11:29
Carmem Sanches disse...

Engraçado como homem (e mulher) são todos iguais, sempre buscam a tábua de salvação no que eles tem certeza que estará sempre disponível. Penso que é assim que Breno vê Lavínia, sempre que precisa, que tá carente ou encontrou alguém que não aguentou ele, volta para quem aguenta tudo sempre.
Nessa, ele novamente interrompe a vida dela, que larga tudo para retomar uma relação morta. (sinto pela dureza das palavras mas é isso mesmo, não existe sentimento da parte dele, só a segurança de ter ela sempre disponível e refém dele)
Acho que ela deve continuar com a vida, descobrir coisas novas e com certeza encontrará um amor verdadeiro e que seja, no mínimo, em iguais condições de sentimento.
Desculpe a franqueza, mas já passei por isso e consegui me livrar. Faça o mesmo, vai buscar sua felicidade no novo.
Como diz um amigo "figurinha repetida não completa álgum!"
Beijinhos

2 de setembro de 2010 11:46
Adriano Espíndola Cavalheiro disse...

Sei naum, lembro do outro post, e esse cara fazia a amiga de gato e sapato. É um machista egocêntrico que não sabe o que é amor e tem medo de amar e ser amado. Ele procurá-la, para mostrar tristeza por terminar com a outra, é mais uma demonstração de machismo. Lembra o cão macho que urina em todos os cantos para demarcar território. Lavínia, vire a página querida. A vida é curta pra ficar curtindo dor de cotovelo ou desperdiçando nossos sentimentos com aqueles que já sabemos que não vai dar certo! (hehe, quem diria eu de conselheiro amoroso)

2 de setembro de 2010 12:00
Lília disse...

É também acho que esse cara quer manter a Lavínia como saída de emergência em dias de solidão!!

Lavínia, deixa ele se dobrar, não se renda... porque isso me parece muito mais lágrimas de crocodilo!

Beijão

2 de setembro de 2010 13:03
Flávio P. disse...

Belinha, adorei o post, estava com saudade de ler o blog!

Mas vamos ao que interessa.

Lavínia querida, como diria Bela, qual é a sua dúvida mesmo?!

Se volta ou não?!

Acho que tem que se perguntar se você gosta o suficiente de si mesma ou não?!

Se você acredita que gosta de si mesma o bastante, tem amor próprio e autoconfiança suficiente para encarar um retorno e dar uma chance a "Breno" tudo bem, volta para o cara.

Pelo menos você sabe que não é uma questão de carência, já sabe que ele não é o único homem no mundo e que sexo é uma coisa gostosa que você pode testar com outras pessoas que não seja “Breno”!!! Isso já é muito bom!!!

Essa coisa de pisar no cara, maltratar, de figurinha repetida, fila anda... entre outras coisinhas mais é tudo besteira! São pessoas com amores mal resolvidos que sofrem ainda e que gostariam de se vingar e não conseguem, ai transferem para terceiros. Querem que os outras façam por eles ou elas...

Fofa, como diria Bela de novo, relaxa e se tiver afim volta para o cara. Conversa com ele e deixa rolar. O bom é sair com tudo resolvido, sem dúvidas, sem questionamentos e angustias.

O que pelo visto não esta bem resolvido ainda dentro de você, RESOLVA LOGO! Nem que para isso tenha que voltar com o cachorro, digo, "Breno"...

Beijos

2 de setembro de 2010 16:42
Marta Melo disse...

Depois de tantas e tantas abordagens aqui no divã do 3xtrinta(aqui é um divã sim,e melhor com vários psicólogos e reflexões,rsrsr),acho difícil julgar uma coisa que não conheço profundamente e apenas 1 lado.Mas pelo que eu vi,vc sempre teve uma relação em que vc se doou e ele nunca correspondeu as suas expectativas.Mas para mim o Ó mesmo foi quando ele teve a cara de pau de falar para vc que estava sofrendo muito pela ex,nooossaa...Será que uma pessoa que gosta de vc sofreria e comunicaria que estava sofrendo por outra?Acho que vc deve começar a acreditar no seu potencial,nas suas inúmeras qualidades e o resto a vida te dar.Não se contente com esmolas,a vida foi feita para a gente ser feliz sozinha ou acompanhada.

2 de setembro de 2010 18:10
O Escorpião disse...

A fila anda,a catraca gira,sentiu saudades? vai pro fim da fila,e espera,pq a concorrencia eh grande!

2 de setembro de 2010 18:38
Anônimo disse...

Manda ele andar! Imagina, tem tanto homem neste mundo. Além de ter traído vc, ele é chorão. Homem assim não dá, né?

2 de setembro de 2010 19:12
Ser como a fênix disse...

ó... concordo... quem sou eu para falar que tem que ser ou nao... mas, poe ele pra rebolar e pra te provar que realmente quer!!!
deixa ele correr (bastante) atras e depois vc decide o que fazer mas deixa ele suar a camisa por ti... afinal, se ele quiser de verdade, ele vai fazer!!!

eh o que penso
=)

beijos a todos

2 de setembro de 2010 20:46
Blog Sozinha ou Acompanhada disse...

Lavínia querida, eu já acho que vc tem que arrumar outro e dizer pra seu ex não se incomodar pois tudo é passageiro, menos o motorista e o cobrador e ele já desceu do ônibus!
Amiga que homem BABACA!!!! Vai procurar um homem BOM E QUE TE TRATE BEM!!!!!
beijocas,
Mari.

3 de setembro de 2010 22:17
Paloma, a mãe disse...

Não li todos os comentários anteriores, então me desculpa se sou repetitiva, mas a afirmação dele de que só vc sofreu com o fim do relacionamento de vcs já diz tudo. O cara, além de não valer nada, é muito do arrogante (e grosso). Ainda vai dar muita patada do tipo em vc (se vc permitir) e nas mulheres que ele conseguir "pegar". Apague-o de todas as suas redes e bloqueie no MSN, menina, assim a tentação some.
Deixa o MSN para os outros caras que vc conhecer, parta pra outra, que era o que vc já estava fazendo até ele vir chorar as pitangas, né? Não deixa esta assombração te fazer voltar a sofrer.
Beijos

4 de setembro de 2010 16:48
Késia disse...

Tenso...
É difícil opinar, levando em conta que somente vcs dois sabem o q passaram juntos, o q representam um para o outro. Logo, acho q vc deve avaliar o histórico de vcs e deixar que "a sua consciência te guie".
Mas se ele for um cabra safado, por favor, evite o sofrimento. rsrs

Boa sorte Lavínia. (adoro esse nome, minha futura filha vai tê-lo =D)

Grande abraço, Isabela.
Késia.

21 de junho de 2011 00:32