quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

De qualquer idade

Ela devia ser cinquentona. Magra, alta, loira, pele boa. Bonita, era a primeira a chegar na aula de ginástica localizada, aquela que fazia todos os exercícios até o fim, sem enrolação. Seria um exemplo de mulher para todas nós se eu não tivesse visto o que ela fez naquele dia, no final da malhação. Admirando o próprio corpo diante do espelho, ela deu um tapinha na bunda e disse: "agora eu quero ver ele me trocar por duas de vinte".

Tinha eu 14 anos de idade quando presenciei a cena. Lembro-me dessa mulher até hoje, como um símbolo da opressão da ditadura da magreza e do machismo, dois fardos a que nós mesmas nos submetemos muitas vezes. Quer dizer que ela se dedicava tanto à ginástica principalmente por medo de ser trocada? E não pelo prazer de ser tão bem cuidada e bonita? Não para ser saudável?

Pouco tempo depois, vi uma foto dela com o marido, numa coluna social da Gazeta de Alagoas, de Maceió. Um senhor comum, nem bonito era, tenho certeza de que não estava matriculado em nenhuma academia. E ela ali, entregando a autoestima baixa naquele comentário. Ao me deparar com aquela foto, deu vontade de abordar aquela mulher e dizer para ela deixar de ser besta. Se ele a trocasse, quem arrumava fácil dois namorados, e de qualquer idade, era ela.

Isabela - A Divorciada

11 comentários:

Alicinha disse...

Nossa, qtos casos assim se vê por ai!

10 de fevereiro de 2010 08:18
Raquelita... disse...

triste, triste....
e é uma pena maior ainda que essa ditadura da perfeição tenha tanto espaço entre nós... tenho tentando, com muita força, romper os grilhões que me prendem à ela. malhar? pelo meu bem estar. o q vier além disso é lucro.

10 de fevereiro de 2010 09:17
Mulherzinha Sim! disse...

Deprimente! Não que uma mulher não possa malhar para ficar mais bonita e agradar o parceiro, mas esse não deve ser o objetivo principal.

E fala sério... Essa mulher acha que o único atributo que faz um homem escolhe-la como companheira é a bunda, a beleza física?

www.mulherzinhasim.blogspot.com
www.formspring.me/mulherzinha

10 de fevereiro de 2010 09:53
Giovana disse...

Resumindo: isso é que dá casar com um bundão, rs. beijos, Gio

10 de fevereiro de 2010 10:03
Yuska Pires Sampaio disse...

Infelizmente essa e a realidade de muitas mulheres. Se cudiarem pro marido ou namorado ou ate mesmo um simples paquera.
Por mais que a gente ache isso um absurdo, acredito que todas nos ja tivemeos esse tipo de pensamento? Ou estou errada?
Nao digo que o principio dela ta certo mas eu a entendo um pouco (acho)

10 de fevereiro de 2010 12:09
..bee.. disse...

conhecendo o blog hj mas já adoro!! hehehehe...

pois é.. complicado seguir as regras, ser certinha, ser bonita pros outros né?? falta de amor próprio com certeza... =)

10 de fevereiro de 2010 19:35
Lília disse...

Isso já virou uma doença e nós se não nos cuidarmos somos consumidas por ela!
Esse blog é show! Bjks

10 de fevereiro de 2010 20:17
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Que dureza!!
Fiquei curiosa...será que ele a trocou por 2 de 30 quando ela chegou aos 60?

kkkkkk

bitocas

10 de fevereiro de 2010 23:49
Evelin disse...

Mulher com 50 não tem tanta facilidade de "arrumar" um parceiro quanto o homem, principalmente se ele tiver "grana" rs.

Mas é aquela classica questão histórica na biologia... as mulheres querendo ser melhor que as outras para conseguir "os melhores machos"...

11 de fevereiro de 2010 09:46
Luciana disse...

Bela,

Que dizer depois deste post?

Digo: você, simplesmente, arrassooooooooouuuuuu!

Viva a autoestima, a beleza, o charme, a saúde para nós em primeiro lugar!

Bjs

12 de fevereiro de 2010 01:46
Paulinha Beterraba disse...

é super importante falar sobre isso, que a mulher é além de beleza,muita gente se torna escrava,e esquece do conteudo isso passa ser um vicio,uma doença.Parabens pelo comentário.

17 de fevereiro de 2010 16:18