segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

É dos coxinhas que ela gosta mais!

“Porra, Dé! Até nessa festa cheia de descolados, com cabelo desgrenhado e estilos dos mais alternativos, você mira no único coxinha do recinto?”

É verdade, eu adoro um coxinha. Preciso confessar. Sabe como é o homem-coxinha? Aquele tipinho arrumadinho, engomadinho, topetinho com gel, camisa Lacoste para dentro da calça e Nerd nas alturas! O coxinha, ao contrário do Mauricinho, não é playboy, não gosta de carrão e de loiraças, nada disso. É só um nerdinho, certinho e, no geral, muito ligado à tecnologia. Sempre inteligente e um pouco tímido. E, via de regra, adora fingir que não é tão certinho assim. Gosta de dizer que tem algum vício muito estranho ou uma atividade pouco convencional só para deixar claro que não caminha com as massas.

E eu, depois de 15 anos de vida amorosa, cheguei à brilhante conclusão que é desse tipo que eu gosto. Fui casada com um jornalista, é verdade. Mas tive a manha de me casar com o mais coxinha dos jornalistas. Como dizia meu cunhado (também da categoria coxa, mas um pouco diferente): Parece que a avó dele que penteia o cabelo dele, né?

Meus amigos têm me massacrado por causa dessa minha obsessão pelo tipo. Acham que está na hora de eu tentar algo diferente: um alternativo, um intelectual (detesto!), um aventureiro (não tenho fôlego!), um canalhão. Mas não adianta vir com empadinha para mim, nem esfiha, nem pastel (afe!) – é coxinha que eu quero comer.

Acho que gosto de um homem-coxinha porque curto dar uma desarrumada naquele cabelo certinho, uma amassada naquela camisa impecavelmente passada. Gosto de colocar um pouco de caos nessas vidas tão alinhadinhas.

E, cá entre nós, quando a gente descobre do que a gente gosta, fica tudo mais fácil.

Em tempo: dei umas bitocas no único coxinha da festa, claro.

Débora – A Descasada

ps: achei esse texto muito bom sobre homem-coxinha!

23 comentários:

Alicinha disse...

hummmm essa é nova pra mim!

8 de fevereiro de 2010 12:24
As primas disse...

hahahahaha, Debs, eu acho que estou influenciada pela sua presença em minha vida...

Você esqueceu de dizer que a maioria deles é da torcida mais coxinha que existe: SPFC

São Paulo Futebol Coxinha hahahahahah

.Olívia.

8 de fevereiro de 2010 12:57
keila lima disse...

Eu gosto dos coxinhas tb...

MUITOOO

#)

8 de fevereiro de 2010 13:10
Jessy disse...

Vc tem toda a razao! qdo a gente descobre do q gosta, fica bem mais facil ir a luta! Eu descobri q gosto eh dos "Bad Boys", akeles q sao Bad soh na aparencia... heheheheheh... Parabens pelo seu blog, leio sempre e acompanho! Esta inclusive, linkado lah no meu! Se quiser conferir, esse eh o link: http://quasecasadaquasesolteira.blogspot.com/

Bjos!

8 de fevereiro de 2010 13:29
Nina disse...

Ah, não me ligo em estilo, tipo físico. Isso pode até variar. A única coisa que eu faço questão é inteligência. Adoro homem inteligente!

(Ah, e adoro futebol e o SPFC, Olívia, rs! Então acho quer torcer por esse time é sinal de inteligência, ahahaha!)

beijo

8 de fevereiro de 2010 14:10
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Coxinhas, tô fora, hahaha!!!! Mas eu te dou toda a força na descoberta do seu tipo de homem predileto, amiga. Tanto que tenho um coxinha para apresentar procê!!!!

Se joga.

Beijão,

Bela - La Divorciada

8 de fevereiro de 2010 14:26
Tati disse...

Coxinha na minha terra é PM..kkk.

Não tenho preferências, (oi?).
Meu marido é baixinho, corinthiano, usa óculos, bipolar, chega vai muita propaganda..kkk

8 de fevereiro de 2010 14:45
mulherpolvo disse...

Eu não conhecia o termo, mas adorei. o pai das minhas filhas, quando o conheci, me deixou encantada justamente pelo cabelo penteadinho e a blusa muito bem passada. Mas na verdade, eu prefiro os bad boys, descabelados e com cara de roqueiro. UI!!!

8 de fevereiro de 2010 14:49
Johnny na Babilônia disse...

kkkkkkkkkkkkkkk

hilário!

Confesso que até os meus 14 anos eu era o autêntico coxinha...

Minha irmã (que odeia os coxinhas, nerds, etc.) dizia que passava a aula inteira maquinando planos para acabar com os coxinhas da escola e, quando chegava em casa, olhava pra mim e pensava: COXINHA!!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Como ela mesmo diz, tudo mudou quando, aos 14, eu saí de casa, fui estudar longe e morar sozinho.

Ainda conservo algumas poucas características dos coxinhas (São-Paulino - kkk, sistemático), mas nada de cabelo lambido e bochecha rosada.

hahahaha

bjsss

8 de fevereiro de 2010 14:59
André disse...

"Mas não adianta vir com empadinha para mim, nem esfiha, nem pastel (afe!) – é coxinha que eu quero comer."
Tirando do contexto masculino da coisa, eu adoro coxinha. Em Piracicaba tem uma das melhores que ja comi, a verdadeira coxinha de massa de batata, sem farinha. Coisa de loco! Ja comi 7 de uma vez! rsrsr Isso foi um comentário larica total! rsrsr Bejo

8 de fevereiro de 2010 16:06
André disse...

Agora, se nao dá pra ir pra Piracicaba, aqui em Sampa tem um lugar lá na Luis Ignácio de Anhaia Mello chamado Santa Coxinha. Ali tem coxinha de massa de batata incrivel. E uma amante: a Esfirra de carne loca. Traio a coxinha as vezes com ela pq é muito boa! http://www.santacoxinha.com.br

8 de fevereiro de 2010 16:12
Tânia Tiburzio disse...

Eu tam´bém adoro um coxinha!!!

8 de fevereiro de 2010 17:05
Nikita Ferraz disse...
Este comentário foi removido pelo autor. 8 de fevereiro de 2010 17:47
Nikita Ferraz disse...

É isso aí Deb, os coxinhas têm o seu charme e quando têm a mente aberta, então....nem presta.
Outra coisa, vai falar que coxinha (salgado) não é a melhor coisa do mundo? Fiquei com vontade de ir no Frangó..ahahaha
Beijos

8 de fevereiro de 2010 17:50
Filha do Sol na terra das brumas disse...

HAHAHAHAHAHAH! Tô passando mal de tanto rir dos dois textos Dé. ADOREI!
Bom, eu até andei provando uns temperos diferentes da culinária internacional. Mas, nada como uma boa coxinha brasileira, não é não?

Beijossssss

8 de fevereiro de 2010 21:45
Patrícia Costa disse...

Não conhecia o termo... adorei.. rs
"quando a gente descobre do que a gente gosta, fica tudo mais fácil." é o q importa!

Abraço!

8 de fevereiro de 2010 22:12
Patrícia Costa disse...
Este comentário foi removido pelo autor. 8 de fevereiro de 2010 22:12
Lília disse...

Coxinha é ótimo! Adorei!!!

8 de fevereiro de 2010 22:47
SAL disse...

kkkkkkkkkkkkk...
identificação totaaaal!!!

o unico defeito dos coxinhas, é q , os tradicionais, são frangos!!!

no mais, eu sou gamaaaaada num coxinha!!!

bjoooo

9 de fevereiro de 2010 10:33
claudia disse...

Eu vi!! Ela gosta mesmo de coxinhas, mas tem vários tipos: coxinha-engenheiro, coxinha-agronômo, coxinha-jornalista. Muitos coxas...

9 de fevereiro de 2010 16:04
vitoria disse...

........nossa, pensando agora, acho que nunca fiquei com um coxinha....dá a impressão de que eles não tem pegada!!!! coxinhas é pra mulher que gosta de dominar...ela mesmo disse que adora ver ele descabeladinho kkkkkk

11 de fevereiro de 2010 01:35
Evelin disse...

hehehe... não conhecia o termo. Ao final "não casamos com qualquer um". Nós todos sabemos nossas preferencias. Acontece quando encontramos alguem q nos atrai, pode ser super diferente a princípio, mas depois... Para mim os "engomadinhos" sem "frescura" e nada de "metrosexual" adoro!!! hihihi

11 de fevereiro de 2010 09:36
ana carol disse...

nossa, coxinha pra mim era policial, essa é nova...

de qq forma, não é a minha..vc pode ficar com todos tá?

a parte do cabelo eh bem isso mesmo, parece que foi a avó quem arrumou! a cereja do bolo eh o 'abrigo' jogado nos ombros e amarrado pelas mangas na frente!

aaaaaaaahhhhhhhh

12 de fevereiro de 2010 21:32