quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Sobre mulheres-maravilha

Outro dia, num compromisso de trabalho, esbarrei numa pessoa que conheceu Gisele Bündchen ainda no começo da carreira. Elogios não faltaram quanto ao profissionalismo da garota que, além de linda, parecia saber o que queria - e o que estava fazendo - desde cedo. Ponto pra ela!

Gisele criou um estilo próprio de entrar na passarela. Deu tão certo que, até hoje, muitas tentam imitar em vão. Não adianta. Carisma e beleza juntos, num mesmo pacotinho, é coisa rara. Adicionados de disciplina estóica para o trabalho então, nossa, aí é praticamente um fenônemo da natureza. Bem, esta é outra forma como muitos se referem à top...

Não feliz de carregar tantos atributos, eis que o nosso orgulho nacional no mundo fashion surge linda, maravilhosa e magra para sua primeira entrevista depois de dar à luz ao seu primeiro filho. Pelas minhas contas, o papo foi realizado pouco mais de um mês depois de ter o bebê. Uma recuperação rápida e o corpo enxuto em tempo recorde não são exclusividade da modelo. Muitas mulheres também já retomaram a antiga forma rapidamente depois da gestação. Tudo bem que não voltaram à ativa no jet set da moda.... Aí também já é outra história.

Mas, como não bastasse ser linda, talentosa e bem sucedida, Gisele conta no tal bate-papo que teve seu filho dentro da banheira de casa, de parto normal. Disse que precisava estar ciente de tudo o que lhe acontecia, por isso, a escolha tão natural de receber o filho no mundo. Já vi parto nestas condições. Não ao vivo e, sinceramente, não desejo isso para ninguém que não esteja no papel de protagonista desta situação. Só mãe gosta disso. Tem algumas que ainda pedem para o coitado do pai acompanhar. Que aflição! Esta parte da entrevista da Gisele eu não lembro, acho que a minha memória me poupou este detalhe, ufa...

Sei lá, nestas horas me lembro da Madonna. Patinho feito, dente separado, começo de carreira claudicante, voz medíocre, filhos depois dos 36 anos, muita malhação para ficar perfeita. Mesmo assim, esta criatura é o que é. E, melhor de tudo, não fazemos a menor ideia como ela teve seus filhos. Eles nasceram, e pronto. Sim, porque se a Madonna teve seus filhos igual a Gisele, o que nos resta? Melhor não saber...


Gisele, tá bom...

Giovana - A Solteira

17 comentários:

Camilla Barbato disse...

Realmente ela é linda, e uma modelo de se invejar, porém, muitas das vezes na entrevista ela engasgava.
Pra mim ela é o tipo de pessoa que é preferivel apenas pra ser apreciada nas passarelas, pois na entrevista, ela foi um desastre.
[apenas a minha opinião. O que não muda o fato dela ser linda]

Adoro o blog de vocês [e a matéria também] :*

4 de fevereiro de 2010 12:37
Patrícia Boudakian disse...

Ela é linda e me conquistou mais ainda depois de divulgar seu parto natural. Hoje em dia vivemos em um mundo que os médicos decidem como e quando devem nascer os bbs. E isso é um absurdo. Já que somos mulheres, mamíferas, feitas para parir como qualquer outro animal. E nossa razão que falar mais alto que o instinto e nos livrar de uma dor que é tão natural. O mais maravilhoso da entrevista da Gisele foi a divulgação deste parto humanizado. Uma pessoa que tem lugar na mídia e que se faz ser escutada. Muito bem, ponto pra ela. E pro seu filho que deve ter mamado logo em seguida do nascimento, diferente dos bbs que nascem com hora marcada e ainda por cima são levados para uma sala, longe dos pais... e acho tbm que o pai deve acompanhar sim, ele é pai e faz parte de sua função estar presente e ajudar a mulher em um momento tão bonito. Aí sim a razão deve ser ouvida, diferente dos animais irracionais que não acompanham a fêmea neste processo. Pode parecer radical, sim, eu sei, mas há muitas mulheres que pensam assim e outras TANTAS que acham que isso é coisa medieval, de índio e por aí vai... eu penso o contrário e acho que esta ideia deve ser sim passada adiante...acho que se a Gisele fez questão de falar sobre isso (apesar de não falar muito bem o nosso bom português rs) ela entendeu a necessidade de informação sobre este tema e da carência das pessoas por mais infos sobre esta ideia... sem contar que ela sabe o poder que tem nas mãos né? Ainda mais na Globo, que é super a favor de cesárea... quebrou a perna deles... mas enfim, sou casada mas ainda não sou mãe... quando chegar a minha hora pretenderei seguir o meu ideal, se tudo conspirar a favor é claro... tbm não podemos jogar no lixo todos os avanços da medicina, mas sempre quando necessários, né?
É isso... adoro este blog, acho super bacana... e por isso mesmo quis me expressar sem medo de ser feliz... rs Super beijo e parabéns pela postagem.
Patrícia

4 de fevereiro de 2010 15:20
Sil!!! disse...

Gostei do título "OSbre mulheres maravilha", ainda mais hj, dia do meu aniversário, melhor ainda para um arepostagem sobre a Deusa Gisele, mulher porreta com seu parto natural em casa, a entrevista dela foi divina, parir é isso mesmo, sentir seu filho vindo ao mundo é a coisa mais incrível... tive um partol normal no hospital, mas o próximo é em casa com certeza.
Beijos, Sil.

4 de fevereiro de 2010 15:57
Lua disse...

Meu namorado me acompanhou durante o trabalho de parto inteiro, num lindo parto domiciliar, e falou que foi um dos momentos mais emocionantes da vida dele. :) Tem que perceber que um parto de hospital é totalmente diferente de um parto em casa. Beijos

4 de fevereiro de 2010 16:29
Silvia Badim disse...

Gisele subiu no meu conceito depois de suas declarações sobre o parto. Pouco me importam as suas pisadas na passarela, mas eu aprendi a admirá-la como mulher depois de seu relato de parto.
Sim, nós mulheres, todas nós, podemos parir igual a Gisele.
São poucos os casos em que a mulher realmente precisa de cesárea e de todo o aparato hospitalar. Gravidez não é doença, e parto não é cirugia. E não tem melhor local para seu filho nascer do que em casa.
Meu filho nasceu fazem 3 anos e a única dor que me lembro foi a de ter tomado anestesia com 10 cm de dilatação e de terem levado meu filho antes dele mamar na sua primeira hora de vida...
Ah, meu marido estava ali, acompanhando tudo, e para ele foi uma experiência tão incrível quanto a minha. Afinal, ele é pai. E parir faz parte da vida de qualquer pai.

4 de fevereiro de 2010 16:44
bbzsinlove disse...

Eu adorei a entrevista dela, achei que ela conseguiu passar o recado e mais ainda, que ela sentiu a necessidade de passar esse recado, do parto natural e em casa.
A maioria das mulheres conseguem parir, essa história de que a dor é insuportável não é tão verdade assim, mas que a mulher tem A SORTE, depois dessa entrevista ficou bem claro pq ela é quem é e pq ela chegou onde está: linda, magra, alta, pele e corpo perfeitos, inteligente, talentosa, e não sentiu dor pra parir!? Deus está realmente do lado dela!

Agora voltando no assunto, tive minha filha em casa, com parteira e com marido, mãe, irmã e sogra, todo mundo me paparicando, curtindo a chegada da Laura, até hj lembramos daquele dia com a maior alegria. Doeu muito pra mim, mas não foi insuportável, e com a família do lado foi inesquecível... se tivesse sido num hospital, se eu tivesse ficado sozinha, se tivessem me tratado mal, com certeza eu não teria conseguido.
Parto é entrega, confiança, intimidade, e quanto mais a mulher se sentir acolhida, mais fácil é o processo.

4 de fevereiro de 2010 17:39
Fernanda Mouco disse...

"Só mãe gosta disso"?
Eu tive meu filho em casa e meu marido amou, virou um entusiasta do parto domiciliar. Ele teve a oportunidade de ser o primeiro a pegar o bebê e colocar no meu colo, e sente muito orgulho disso!

4 de fevereiro de 2010 19:01
ellyguevara disse...

Gisele deu outro sentido ao último Fantástico ao relatar seu belíssimo parto natural. A mulher nasceu para parir, mas médicos que não querem se disponibilizar de 8 a `30 e tantas` horas que podem levar um trabalho de parto, convencem a grande maioria a desistir desta experiência única que é parir. Pari meu filho numa casa de parto com parteira, fugindo dos tantos médicos cesaristas que assombraram meu pré-natal. A única coisa que farei diferente numa próxima gravidez é parir em casa acompanhada de doula, parteira e família! Viva Gisele!

4 de fevereiro de 2010 19:32
Mariana Tezini disse...

não só a mãe gosta disso, o bebê gosta disso, o pai, a família.
só não gosta disso quem não quer perder o seu papel no nascimento, aqueles que dizem: "eu fiz o parto de fulana" ou "já fiz 500 partos". ninguém "faz" o parto. Gisele se deu conta disso, que parir deve ser natural, deve ser de corpo e alma presentes, sem anestesia, bisturi e ambiente asseptico. que linda dor, a ocitocina natural, que trazem nossos filhos com mais amor para esse mundo.

4 de fevereiro de 2010 20:07
Rafael Moreno disse...

Bom dia, sobre sua afirmação de que só a mãe gosta desse negócio de parto natural em casa, etc...tenho algumas coisas a comentar.

Na verdade, acho que por ser homem, não pensava muito sobre isso enquanto eu não estava 'grávido' com minha mulher. Essa vontade de ter parto em casa, natural, brotou em minha mulher primeiro mas, após ler, me informar sobre o assunto e ver o grande entusiasmo nela quando discutíamos sobre isso, abracei a causa e achei que seria uma experiência fantástica para nossas vidas (minha, de minha mulher Katarina e meu filho, Tomás). Vi que todos só teríamos vantagens em ter um parto desse tipo.

Participei ativamente do parto de meu filho, desde às 4:30 da matina até às 23:00 do dia 26 de junho de 2008, com direito a fazer massagem, ficar dentro da banheira junto, ajudar na logística das coisas junto com a parteira (Vilma, sou muito fã dela!), filmar e fazer o histórico ao longo do dia e também de segurar a onda, acreditar e passar o máximo de calma e tranqüilidade possível, o que foi muito importante neste dia.

Hoje me sinto um homem mais completo, realizado e feliz da vida, além de me sentir um super-pai, por ter participado da experiência tão grandiosa que é ter um filho em casa, sem intervenções e vendo-o surgir ao mundo a cada contração.

Simplesmente fantástico...recomendo a todos os pais!

Grande abraço!

Rafael Moreno.

5 de fevereiro de 2010 08:31
Katarina Pesci disse...

Olá Giovana,
existem homens e HOMENS!
essa é a grande questão!rs
bjos

katarina, que teve seu filho em casa, acompanhada do super marido e da parteira.

5 de fevereiro de 2010 11:27
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Gente, essa propaganda de parto natural tá tão boa que eu estou quase me convencendo!

O problema é que como tô ficando veinha, e devo demorar a ficar grávida, só vai me restar mesmo a cesariana!! =(

Fora que ainda falta arranjar o pai, né? E ainda tem que ser da categoria HOMEM como a Katarina citou!!

Tá fácil a vida, hahahaha

Adorei saber que tem um monte de gente que ainda dá à luz assim

=D

bitocas

deb

5 de fevereiro de 2010 12:19
Damine disse...

No meu caso quem quis acompanhar foi o pai. Eu não queria, mas o médico me disse que é direito dele. Conversamos e acabei aceitando. Mas até que não foi tão ruim. Por incrível que pareça dá uma segurança maior.

5 de fevereiro de 2010 13:03
Priscila disse...

Bom, sobre isso de estar ficando veinha.. é uma outra discussão para um outro post... Mas só para constar idade não é limitador para parto normal não!!!
Vai lá! arranja o pai dos seus filhos e depois começa a procurar por parto natural. Você vai se surpreender com a quantidade de coisas bacanas e gostosas que vai aprender... entre ela que existem várias crenças falsas sobre indicações para cesárias. Entre elas a idade!
boa sorte!

5 de fevereiro de 2010 14:43
Ana Cláudia disse...

Mulheres maravilhas existirão sempre e temos que aprender a conviver com isso porque muito sempre nos resta além do padrão de sucesso e beleza vendidos todos os dias. Afinal, cada um deve ter seu próprio valor de felicidade e ponto. Uma mulher famosa como a Gisele ter filho de parto natural é que foi show!!!
E mais: ela só contou depois!
Ninguém ficou urubuzano...ahahaha

Viva La Gisele!

10 de fevereiro de 2010 10:40
Anônimo disse...

Gi, sabe o que eu acho sobre a questão Gisele-filho, etc...parto natural em banheiro em uma mansão com todo amparo necessário, os melhores médicos, deve ser baba! Vai fazer isso num barraco...! Eu a entrevistei também no começo da carreira. Achei ela tão bobinha...rsrrs! Sorry. Bjs. Isoca

10 de fevereiro de 2010 18:28
日月神教-任我行 disse...

ssd固態硬碟 外接式硬碟 餐飲設備 製冰機 洗碗機 咖啡機 冷凍冷藏冰箱 蒸烤箱 External Storage Solid State Drives 關島機加酒 關島婚禮 關島蜜月 花蓮民宿 彈簧床 床墊 獨立筒床墊 乳膠床墊 床墊工廠 巴里島旅遊 巴里島spa推薦 巴里島機票 巴里島行程推薦 記憶體 情趣用品 情趣用品USB Flash DrivesMemory Cards 產後護理之家 月子中心 坐月子中心 坐月子 月子餐 投資美國物業 美國租金報酬 美國房屋買賣 房地產投資說明會 美國房地產 美國置產須知 美國房屋物件 SD記憶卡 隨身碟 高雄當舖 高雄汽車借款 高雄機車借款 高雄房屋二胎貸款 高雄汽機車免留車

17 de junho de 2015 22:50