quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Esperando o abraço perfeito – parte II

Conforme prometido, destaco aqui a frase de um dos personagens citados no livro “Diferentes formas de amar”. A autora do livro, Susana Balán, o descreve como um sociólogo francês trintão. E diz que ele é um típico “sincrético afetivo”. Ele confessou a psicóloga o que espera do amor:

“(...) um jogo de adultos, entre adultos, em um terreno bem diferente, em outra escala temporal, uma de tempo contínuo em lugar de estático. Um jogo a construir, um jogo profundo entre gente disposta a reconhecer-se entre si, a aventurar-se, a desnudar as almas, a experimentar viver a fundo. Um jogo maravilhoso, único. Difícil encontrar a contrapartida. Muitos nunca a encontram. Encontram substitutos. Personagens semelhantes, mas sem gosto nem sabor.”

Parece algo irreal. Mas quem já experimentou um abraço desses, mesmo que por pouco tempo ou por tempo insuficiente, sabe que isso existe. E fica sempre aquela sensação boa de que pode a vir acontecer de novo – e, quem sabe, dessa vez para valer.

Débora - A Descasada

ps: deixo aqui os parabéns para meu querido ex, Charlie, que foi meu abraço perfeito durante muitos anos =D, feliz aniversário!

6 comentários:

3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Verdade: taí uma contrapartida rara, mas maravilhosa.

Em tempo: parabéns Charlie!!!!

Beijos,

Bela - La Divorciada

3 de fevereiro de 2010 17:46
Anônimo disse...

que PS lindoooo
=)

3 de fevereiro de 2010 22:02
As primas disse...

Ahahahahah, assim eu choro!!! TO chorona... to sensível...e to esperando meu abraço perfeito...
hahahahha

Déb...mais uma vez, vc me emocionou...Tb amei o PS.

3 de fevereiro de 2010 23:55
Anônimo disse...

Muito lindo, Dé. Adorei a homenagem ao Charlie, que não conheço, mas só ouvi falar bem. Lembrou o fim do filme "Bela Padrona", acho que era esse o nome, da Carla Camurati. O final, em homenagem ao ex dela, que morreu, ela o colocou como uma estrela. Assim como vc neste post.
Beijos, Vanessa Pessoa, amiga da Bela

4 de fevereiro de 2010 00:21
Silvia Arruda disse...

Demais !!! E quem disse q. toda vez não é p. valer...o problema é q. pode não dar certo......mas a gente vai tentando.....

4 de fevereiro de 2010 18:14
Nina disse...

O Charlie teve sorte... E você também, o que é melhor ainda!



Ei, tem o telefone/e-mail/twitter desse francês trintão? Ele disse exatamente o que eu penso, com as e-x-a-t-a-s palavras!



beijo!

4 de fevereiro de 2010 19:36