sexta-feira, 16 de julho de 2010

Ele nunca disse que me amava

Hora de falar dos dilemas das nossas leitoras. E quem conta a sua história hoje é a Júlia (nome fictício), de 30 anos, que mandou um e-mail para a gente. Namorando com Paulo (nome fictício), de 33 anos, há um ano e cinco meses, ela se sente apaixonada e em ótima companhia. O nó da relação é o fato dele nunca ter dito que a amava. Quando ela se declara, ele solta frases como “Eu também” ou “Também te adoro”. E se mostra inseguro, assim digamos, meio fechado para o amor.

O que acontece é o seguinte: antes de namorar Júlia, Paulo viu terminar um relacionamento de forma traumática. A ex dele o traiu quando eles já faziam planos de casar e, para completar, ficou grávida do fulano três meses depois do fim deles. Nossa leitora imagina que, por conta disso, ele tenha se tornado “um homem frio, travado” e que “não consegue se entregar, não consegue ser espontâneo, não é muito romântico, nem muito atencioso”. Apesar de tudo, diz Júlia, ele já melhorou “uns 60% nessas questões de frieza desde o inicio do namoro”.

Há poucos dias, Paulo teve uma crise. Após chegar de viagem, ficou distante da namorada, que percebeu a mudança de comportamento. Foi quando ele abriu o jogo e, aos prantos (até então ela nunca o tinha visto chorar), disse que estava confuso, que eles vinham falando muito em casamento e filhos, que ele não sabia se queria isso ou preferia ficar para sempre namorando, mas vivendo em casas separadas. Para completar, contou ainda estar desiludido com tantas histórias tristes sobre casamentos, que acha que “todo mundo trai todo mundo” e que, apesar dela passar toda a confiança ele morre de medo que ela apronte quando eles estiverem casados. E ainda arrematou dizendo que não tem certeza do que sente por ela.

Júlia ficou zonza, claro, mas conseguiu deixar claro para ele que pode até aceitar não casar, mas que não quer estar do lado de quem não tem certeza do que sente por ela. Depois desse turbilhão, o casal fez uma viagem a dois no final de semana, para simplesmente relaxar e curtir. Deu certo, correu tudo muito bem. Tanto que Paulo disse a ela que era exatamente daquilo que estava precisando, de ficar ao lado dela para comprovar quão maravilhosa era aquela companhia. Agora, nossa leitora está confusa. Teme acabar um namoro que considera bom, mas também não quer se sentir “abrindo mão da própria dignidade aceitando alguém que não tem certeza do que sente”.

Situação difícil, não? Mas deixa eu dizer o que eu achei: o discurso dele realmente deixa claro que esse homem ficou com os dois pés atrás ao ter sido traído por uma mulher com quem planejou casar. Mas, por outro lado, a boa convivência entre vocês, um ano e cinco meses depois, já deveria ter feito com que ele se soltasse mais. É lógico que cada um tem um tempo, um jeito de digerir as coisas e superá-las, mas, digo isso por experiência própria, quando o amor acontece de novo na vida da gente, quando nos arrebata de verdade, a gente se entrega, não tem jeito. E, mesmo com todo medo do mundo, dá um passo adiante e diz “Eu te amo” para o novo eleito. Além disso, ele afirmou, com todas as letras, estar confuso. Foi bacana ao não esconder isso de você, eu achei.

Para fechar, só posso te dizer para deixar o radar ligado, observando muito bem as atitudes de Paulo daqui por diante, isso além de ouvir com carinho a sua própria intuição. Não tenha medo de nada, querida. Não precisa. Assim como ele, há outros mil homens maravilhosos no mundo, muitos dos quais querem casar, acredite. Ele pode ser incrível, mas, se vocês não estão em sintonia em relação a questões tão importantes, é o caso de pensar duas vezes mesmo. Observar melhor a relação e então decidir. Só me prometa que não vai abrir mão dos seus sonhos, da vontade de dividir a vida com alguém morando na mesma casa, por que não? Eu sou romântica, que nem você. Te entendo perfeitamente. E torço pelo melhor para os dois.

Amigos leitores, agora é com vocês. Opiniões, experiências e força para a Júlia nos comentários.

Beijão, Júlia. Be happy.

Much love,

Isabela – A Divorciada

20 comentários:

De dentro pra fora disse...

Complicado isto... Para que uma relação dê certo, seja bacana e longeva é necessário que haja planos em comum... Muitas vezes, só o amor não basta... É como se os dois buscassem algo maior, que só pudessem realizar juntos! E quando os planos e sonhos são bastante diferentes, fica mais difícil. Principalmente quando o outro tem medo e não quer amar. Concordo com vc! Boa companhia só, não basta! Beijocas e boa sorte, Júlia!

16 de julho de 2010 00:20
L@N disse...

Bom, estou passando por um processo, que julgo ser o mais doloroso da minha vida, justamente, por não acreditar nas minhas próprias intuições no passado e uma delas era ha de que não estávamos na mesma sintonia.
No caso da "Júlia", ele merece um "foi bom te conhecer, mais preciso de alguém melhor. E pq eu penso assim, primeiro, pq conviver com um homem que nos compare a ex ou a qualquer possibilidades anteriores é péssimo...
Eu hj, depois de tudo que passei e ainda estou passando, não pensaria duas vezes em sofrer agora que mais tarde... já se passou mais de um ano e ele nem se quer sabe dos próprios sentimentos. O q a faz pensar q vai mudar. Na verdade não vai.
Ela deve ser uma ótima companhia, uma pessoa inteligente e que ele prefere ter por perto, para assim dizer "sua namorada" talvez até pra evitar perguntas sobre a ex. Mais gostar, adorar, amar mesmo, eu acho pouco provável.
Bom amiga o conselho é o seguinte o mesmo que tive de uma super fofa de blog tbm... se terminar, chore, sofra, curta sua tristeza... mais com a certeza que tudo vai passar. E PASSA..

è isto

L@N

16 de julho de 2010 00:36
B. disse...

Fictícia Júlia,

Ele não superou a ex, pode ser que ele goste de você, mas ele sentia amor por ela, ele não terminou porque quis, terminou por orgulho, o amor dele não acabou, só o orgulho de ser traído o moveu, então se ele não conseguiu se entregar a um novo relacionamento é porque ele não superou a ex.

Ele tinha planos para se casar com ela, ele não está com medo de você trai-lo também, você só não conseguiu despertar a mesma emoção nele que a ex conseguiu.
Ele pode ter medo sim, mas o motivo principal não é esse...SIMPLESMENTE O QUE ELE SENTE POR VOCÊ NÃO É O SUFICIENTE PRA FAZE-LO SE ENTREGAR.

É dificil ler isso, mas se o que você quer é se casar, gostar dele não é o suficiente, pra um casamento funcionar é preciso 2 pessoas working in it!

Sorry, mas a verdade é que ele não gosta o suficiente de você.

Boa sorte...

16 de julho de 2010 01:47
Anônimo disse...

Isabela, você como sempre foi perfeita ao contar minha história!! Adorei! Estou ansiosa pelos comentários!!
"Júlia"

16 de julho de 2010 07:58
Nina disse...

Pode parecer clichê, mas meu conselho é: confie na sua intuição.
Tenho certeza que você sabe se é ou não amada.
A partir do seu conhecimento, avalie o que vale a pena PARA VOCÊ.
Não existe receita de felicidade universal, talvez para vocês um relacionamento em casas separadas funcione.
Siga o que você quer, e não a violente.

beijo e boa sorte!

16 de julho de 2010 08:09
Andarilho disse...

É, esse Paulo tá muito confuso mesmo. Pelo menos ele não está enrolando a Julia.

Eu sugiro que se a Julia estiver disposta, dê um tempo (finito) pro rapaz se resolver. Se ele não deixar de ser confuso, então o melhor é sair fora.

16 de julho de 2010 08:30
Paloma, a mãe disse...

Eu também daria um dead-line a ele. Não é possível que depois de mais de um ano juntos ele ainda esteja confuso. Já deu tempo de conhecê-la e de perceber o que ele quer. Se não percebeu, ela deve ir atrás do que ELA quer. E mulçher nenhuma quer homem confuso,que não sabe se ama, não sabe se gosta e se acomoda (tão cedo) desse jeito. Que pena que alguns homens sejam tão frouxos...
Beijos e boa sorte para ela.

16 de julho de 2010 08:56
Anônimo disse...

Querida "Júlia"

Penso que conheço a sua história, Fictícia do papai, kkkk!

Acho que o namoro serve exatamente para isso e penso que você já sabe a resposta também. Aproveite a família maravilhosa que tem, as muitas excelentes amigas, a Sil, e se dê uma nova oportunidade para conhecer alguém que seja tão bacana quanto mas que te enxergue e não apenas ao próprio umbigo. Caramba mulher, você é bonita, se cuida, é inteligente, ótima profissional, enfim, um partidão e o cara ainda com a cabeça na ex... Outra coisa Fê, a maternidade ainda é dúvida na sua vida e com um cara como o Amore fica mais difícil... Arrume alguém mais em sintonia com você. Você merece tudo de bom!!! E por favor volte a escrever!

16 de julho de 2010 11:18
Blog Sozinha ou Acompanhada disse...

O andarilho falou tudo. Deixe o cara pensar por um tempo. Se as confusões passarem, melhor. Pelo menos ele senta e diz o que sente. Pra um casamento começar, é preciso colocar as cartas à mesa, antes. E ele está fazendo isso. Melhor do que muuuuito homem que diz "eu te amo" diariamente, antes e depois do casamento, mas que esconde seus reais sentimentos e medos.
Irma

16 de julho de 2010 11:30
Albuq disse...

Oi Bela, realmente situação difícil da Júlia. Eu acredito que ela devería pesar se é isso mesmo que ela quer, porque a insegurança dele mexe com tudo, então, não deve estar em harmonia, assim, pesar deve ser a atitude do momento, como você mesmo disse, tem muitos rapazes por aí com os mesmos desejos dela.

bjs

16 de julho de 2010 11:51
Flávio P. disse...

Querida "Julia", o meu sentimento é que depois que seu namorado levou um “chute” da ex, ele ficou sequelado!

Pode até ser que um dia ele melhore, mas tenha certeza que não será você que a pessoa que estará ao lado dele quando isso acontecer.

Desculpe a franqueza, mais você esta sendo uma "muleta" para ele. Ele usou o relacionamento de vocês para tentar superar o antigo relacionamento. E ainda não conseguiu.

Não duvido que nesse meio tempo ele não tenha gostado e ainda goste de você ou ainda que o relacionamento de vocês não seja legal, mas isso não é o suficiente para um CASAMENTO.

Isso me cheira a comodidade da parte dele. Ele gosta de você, mas não o suficiente. Ele esta aguardando se apaixonar de novo para poder romper o relacionamento de vocês.

Essa é a minha leitura. Espero não ter sido duro de mais.

Boa Sorte!

16 de julho de 2010 11:52
Fernanda Trugilho disse...

Falar "de fora" parece muito fácil. Mas hoje se fosse eu, não viajaria e daria um tempo na relação. Tempo a nível de baixar todas as expectativas em relação a ele e viver a minha vida, minhas coisas.
O texto da dona do blog disse bem: por pior que seja uma dor de amor, com 1 ano e 5 meses ele já saberia se amasse você. Se tá na dúvida, acredite: não ama.
Sei que é horrível, mas eu penso assim. E já que é pra dar uma sugestão eu digo pra vc, como pra mim: VIVA SUA VIDA, SEJA FELIZ, FAÇA O QUE VC PRECISA PRA SER FELIZ. NÃO MENDINGUE O AMOR DE NINGUEM, NEM FIQUE AO LADO DELE ESPERANDO O AMOR ACONTECER.
BOA SORTE.
BJS

16 de julho de 2010 12:36
Kilson disse...

Por que temos sempre que estar pensando no futuro?Por que não aproveitar o hoje? Que pelo visto parece está bom (pode não estar exclente). Muitas vezes as pessoas gostam de ser enganadas, de falsas promessas...isso acalma a alma. Esse cara foi sincero, abriu o seu coração, foi leal, verdadeiro e o que ele recebe? Mais insegurança e críticas. Será que se ele escondesse esse seu sentimento e as suas angústias e disse, como muitos fazem, da boca pra fora, EU TE AMO! VC É A MULHER DA MINHA VIDA, ela não estivesse mais tranquila e suspirando de felicidade, mas no fim das contas, ele teria o mesmo sentimento de dor e angústia, só que de forma camuflada e ela não saberia. Então um belo dia, ela é que estaria levando um fora dele, ou mesmo sendo traída. Esse cara foi valente, assumiu o que realmente sente. O seu choro, nada mais é do que um grito de socorro para uma pessoa que ele gosta (SIM) e sobretudo confia. Eu acho que ela pode investir nele, hoje, e com certeza colherá bons frutos no futuro, pois ele demonstrou ser um HOMEM de muito caráter. Abraços a todas

16 de julho de 2010 13:01
Tempo Livre disse...

Acredito que devemos viver o presente, aproveitando as delícias que a vida nos oferece sem pensar muito no futuro... entretanto, chega um momento em que a gente começa sim, a sentir vontade de criar raízes, constituir família e um lar. Se estás com uma pessoa que não tem as mesmas vontades que você nesse sentido, é melhor deixar pra lá, e esperar o amor acontecer de novo.

Boa sorte!

16 de julho de 2010 13:34
Paulinha Costa disse...

Eu concordo com o Flavio P. em gênero, número e grau. Um cara sequelado só volta ao normal se ele se apaixonar novamente de verdade. E não é mais uma questão de controle e querer, é simplesmente a vida. Talvez se o namorado em questão se abrisse... mas já deu o tempo, depois de um ano e meio o que tinha pra acontecer já aconteceu. Só ela pode saber se consegue conviver com isso ou não. As vezes o que parece pouco para alguns, é muito para outros...

17 de julho de 2010 16:44
Blog Sozinha ou Acompanhada disse...

Júlia,
Acho que vc tb está cheia de dúvidas e tem medo.... o que é muito natural.
Acho que vc deve ouvir sua intuição, no fundo vc SABE o que deve fazer!
beijocas,
Mari.

17 de julho de 2010 19:17
Anônimo disse...

Se fortaleça e termine com ele. Se você não se fortalecer, vai querer voltar arrependida depois. Pense que você está perdendo tempo com alguém que não vai te amar. Isso é certo. Esse tempo pode ser usado a seu favor e não numa relação sem futuro.

É duro, triste, mas é assim mesmo.
Seja racional, pense na sua felicidade. Ela nunca será completa com alguém que não te ama.
E, como foi dito aqui antes, ele pode se apaixonar de verdade por outra pessoa.

O depoimento de Flávio P, que por sinal também é um homem, foi muito feliz.

19 de julho de 2010 17:32
falandosobretudo disse...

Querida "Julia".

Cada um aqui colocou claramente a sua opinião, mas nós, leitores da sua história, não sabemos exatamente o que se passa entre vocês, ou seja, o que vcs dois construíram juntos até agora!

Por isso, SÓ VOCÊ pode decidir qual atitude tomar face aos seus sentimentos e desejos de vida.

Mas uma dica que te passo é que você se ame acima de tudo e se valorize.

Sim, SE AME EM PRIMEIRO LUGAR. Depois você entrega seu amor para o outro!

Agora eu te pergunto:
Vc é feliz ao lado dele?
Estar sempre à espera de um sinal de amor sincero é justo consigo mesma?
Até que ponto a gente deve esperar certas coisas?
Amor se espera? Ou amor é espontâneo e surge quando tem que surgir?
Essa relação te desperta o que você tem de melhor? Te coloca pra cima?

Claro que defeitos e problemas todos têm. Relacionamentos não são perfeitos não.... não espere que alguém que te ame muito não te chateie de vez em quando...

Mas um amor com base em CUMPLICIDADE, RESPEITO, PARCERIA E OBJETIVOS COMUNS (pelo menos os mais relevantes), tende a perdurar e preencher mais a alma da gente, quando nos faz lidar com as diferenças, valorizando o que há de bom e bonito e nos traz grande prazer e felicidade!

Ele assumiu os problemas dele, foi honesto frente às inseguranças que carrega, isso é uma grande verdade. Pareceu virtuoso!

Porém ele não está se dando a chance de ser feliz.... porque parece ter grande dificuldade em encarar suas mágoas e ressentimentos...
Isso faz com que ele não se entregue e isso MAGOA VOCÊ, não?

Reflita até onde você está disposta a ir em nome desse amor, ok?

Dê-se o direito de viver um dia de cada vez naquilo que pertine e de fazer planos também em relação ao que desejar....
É o caminho do meio: nem viver sempre em função de um futuro incerto, nem deixar de lançar suas sementes para aquilo que tem valor para você.... afinal um dia a colheita vem para todos nessa vida!

Olha e eu tenho a certeza de que você vai conseguir resolver isso e ver que sua felicidade está nas suas mãos, nas de ninguém mais!

Respeite seu tempo.... viva.... sinta.... e embora a situação pareça difícil e dolorosa, você aprenderá muito com ela!

Torço por você! Que isso tudo permita que você passe a se conhecer melhor e ser feliz viu!

Força!
Um grande beijo!

21 de julho de 2010 16:26
Anônimo disse...

Fiquei curiosa em saber o que aconteceu com essa história da Júlia...pois me identifiquei bastante, pois passei por uma situação bastante parecida..na verdade quase idêntica, sempre no meu relacionamento tive dúvidas do que ele sentia por mim. No meu caso ele teve desconfiança de traição com a ex. e disse para mim que não queria me AMAR, só gostar muito...sendo que no meu caso o relacionamento durou 2 anos e 5 meses, sempre fui muito boa com ele...procurando fazer de tudo para agradá-lo visto o trauma que tivera com outra...sendo que ele nunca falava de planos para nos dois (e eu fui criada para casar virgem, mais um agravante)...e com a ex ele iria fazer uma surpresa de noivar no dia dos namorados, sendo que terminou com ela 2 meses antes ...e isso me perseguia...me fazia mal...me deixava triste...pensava em terminar...mandava altos e-mail..conversava...falava das minhas dúvidas, sendo que ele sempre falava que era coisa da minha cabeça e que confiasse nele, mas como confiar se nunca falou em casar, ter filhos..nada nunca..a mulher fica insegura ...e por fim terminou comigo por motivo bobo e ainda por telefone...hoje estamos "amigos", as vezes me procura p sair cinema...se faz presente em alguns momentos da minha vida...mas da última vez que saímos...vi no celular dele trocas de msgs com uma amiga do inglês...nada demais no conteúdo das msgs...mas pelo que o conheço para mandar msg...só se tiver algum interesse, sendo que mesmo com essa amizade ele vez e outra me procura, sendo que da última se stressou comigo por besteira...e no momento to procurando evitar...ele sumiu e como eu também não sou de ir atrás .. E porque o amei muito ai me machuco...e tenho medo de ter me tornado um porto seguro para ele...e num fim quando amar alguém mesmo irá me dispensar.....quando vi a história da Sílvia me senti na situação...é muitoo ruim.


Mas tenho fé em Deus...e tudo que Ele faz é perfeito.

16 de agosto de 2011 00:55
日月神教-任我行 disse...

ssd固態硬碟 外接式硬碟 餐飲設備 製冰機 洗碗機 咖啡機 冷凍冷藏冰箱 蒸烤箱 External Storage Solid State Drives 關島機加酒 關島婚禮 關島蜜月 花蓮民宿 彈簧床 床墊 獨立筒床墊 乳膠床墊 床墊工廠 巴里島旅遊 巴里島spa推薦 巴里島機票 巴里島行程推薦 記憶體 情趣用品 情趣用品USB Flash DrivesMemory Cards 產後護理之家 月子中心 坐月子中心 坐月子 月子餐 投資美國物業 美國租金報酬 美國房屋買賣 房地產投資說明會 美國房地產 美國置產須知 美國房屋物件 SD記憶卡 隨身碟 高雄當舖 高雄汽車借款 高雄機車借款 高雄房屋二胎貸款 高雄汽機車免留車

17 de junho de 2015 20:22