quarta-feira, 28 de julho de 2010

Essa nossa mania de achar que a gente controla tudo...

Foi uma conversa interessante. Um jantar com mais duas mulheres sábias e cheias de vida e um rapaz calado, que só fazia balançar a cabeça concordando ou discordando. E elas queriam me convencer de que uma paixão só acontece quando a gente abre brecha para isso, quando a gente busca isso. Que não existe essa coisa de “aconteceu! Me apaixonei”. Disse que concordo com elas que de fato muitas vezes buscamos isso – especialmente quando estamos solteiros e queremos isso – mas que não é bem assim que funciona. A gente pode até abrir brecha, dar espaço, desejar uma grande paixão e isso acontecer. E que bom que acontece! Desde que estejamos livres. Mas que não temos tanto controle assim sobre as coisas do coração, como diria Raulzito. Que muitos sentimentos escapam ao nosso controle. Que é ilusão achar que a gente comanda o barco. O menino, que não dizia nada, levantou a mão para me cumprimentar e finalmente disse algo: como se fosse possível racionalizar o amor...

Acho que é preciso ter uma certa humildade em aceitar que o nosso controle vai só até um ponto. Depois, é se entregar ao imponderável.

A vida como um todo, ao meu ver, é isso.

Débora – A Recasada

18 comentários:

nandda braga disse...

Se tivesse controle, teria graça? Acho que a resposta já diz tudo: NÃO! Haha! Beijocas"

28 de julho de 2010 01:28
Carol disse...

Nossa, hoje a noite pensei muuuuuito sobre isso e bem mais tarde entrei no blog e vi seu post. Que coisa =)

Também acho que não conseguimos controlar sempre, mas que as vezes dá uma vontadezinha, isso dá rs.

Um beijo, Deb.

28 de julho de 2010 03:16
Giovana disse...

Digamos que o nosso controle não está no sentir, mas sim na decisao de seguir adiante ou não.
Em como lidamos com isso.
Me explico? Bjs Gio

28 de julho de 2010 08:38
Andarilho disse...

Eu já acho que a gente tem um certo controle sim. Assim como a Giovana disse, a gente controla se quer seguir adiante ou não.

E no comecinho, qdo ainda não é aquela coisa arrebatadora, a gente já sabe que está pisando em terreno minado. E pode escolher se prossegue ou não, ou seja, se se apaixona de vez ou se distancia.

28 de julho de 2010 08:44
Albuq disse...

Acredito tanto nisso Deb que ainda luto para me livrar de um carma.
Acho que muita coisa na vida escapa ao nosso controle. bjs

28 de julho de 2010 08:48
CAMILLE MOLLONA disse...

ACHO Q TEMOS Q DEIXAR ROLAR...COMO DIZIA ZECA PAGODINHO: VIDA LEVA EU!

BJAO BEM GRANDE!

28 de julho de 2010 09:29
Mulher Faladeira disse...
Este comentário foi removido pelo autor. 28 de julho de 2010 10:26
Mulher Faladeira disse...

Acho que a gente tem sim um certo controle. Há tempos já saimos da condição animal de agirmos por instintos. Tudo o que acontece no nosso íntimo e aí eu falo do nosso coração está de alguma forma embasado no que no fundo queremos ou desejamos, ainda que inconscientemente.
Por tanto, não acredito muito nessa história de que "Aconteceu" Em algum momento somos resposnsáveis pelo que acontece em nossas vidas, nem que seja por sermos omissos!
Bjs,

28 de julho de 2010 10:29
Lília disse...

Acho que quando a gente consegue controlar não é paixão...
A paixão mesmo é arrebatadora, não tem isso não! Podemos até conseguir ficar longe da pessoa, como disseram aí, não seguir em frente, mas a paixão mesmo, só sai do comando quando ela quer...

Ao meu ver, conseguimos racionalizar a relação e não o afeto!

28 de julho de 2010 11:21
Flávio P. disse...

Adorei o texto! Controlar, controlarrrr, controlarrrrrrrr nos não controlamos mesmo não. No maximo tentamos racionalizar.

Beijo

28 de julho de 2010 11:55
Eremita disse...

"Conseguimos racionalizar a relação e não o afeto!". A Lília já disse tudo.

Próximo post, por favor!

28 de julho de 2010 12:41
Anônimo disse...

Eu 'só sei que nada sei' e que quanto mais eu tento controlar, mais eu sofro e menos eu vivo...

Beijos

Geo

28 de julho de 2010 13:22
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Bueno, na minha modestíssima opinião, a gente não controla a paixão. Ela invade e fim.

Agora, que ela só chega quando estamos abertos a ela, é fato. Para mim, essa é a nossa parcela de livre arbítrio na história. A gente quer, a gente tem.

Por isso nos dizem para ter cuidado com aquilo que a gente deseja...

Beijos,

Bela - A Divorciada

28 de julho de 2010 13:25
Andrea Pagano disse...

Deb,
Mesmo porque acredito eu que Deus sempre está no comando!
Tem tanta gente que faz de tudo pra engravidar e não consegue, faz tratamentos e nada...
Acredito que quando Ele quer acontece, na hora Dele, no tempo Dele!
Bjs

28 de julho de 2010 16:46
Nina disse...

Desconfio, fortemente, que é no imponderável que Deus está...

beijo

29 de julho de 2010 14:49
EVELIN disse...

Curioso mesmo... "controle é certeza".

Eu, inclusive, sempre fugi de algo que fuja do meu "controle".

Parece melhor assim! Mas não é assim...

=)

30 de julho de 2010 11:55
Evelin disse...

Obs: Tentamos raciocinar é ótimo! hehe

30 de julho de 2010 11:57
日月神教-任我行 disse...

ssd固態硬碟 外接式硬碟 餐飲設備 製冰機 洗碗機 咖啡機 冷凍冷藏冰箱 蒸烤箱 External Storage Solid State Drives 關島機加酒 關島婚禮 關島蜜月 花蓮民宿 彈簧床 床墊 獨立筒床墊 乳膠床墊 床墊工廠 巴里島旅遊 巴里島spa推薦 巴里島機票 巴里島行程推薦 記憶體 情趣用品 情趣用品USB Flash DrivesMemory Cards 產後護理之家 月子中心 坐月子中心 坐月子 月子餐 投資美國物業 美國租金報酬 美國房屋買賣 房地產投資說明會 美國房地產 美國置產須知 美國房屋物件 SD記憶卡 隨身碟 高雄當舖 高雄汽車借款 高雄機車借款 高雄房屋二胎貸款 高雄汽機車免留車

17 de junho de 2015 20:32