sábado, 3 de julho de 2010

Recaídas calculadas

O ritmo para se recuperar de uma recaída varia de pessoa para pessoa. Como tudo na vida. Assim como tem gente que nem sente um resfriado, outras caem de cama por terem levado um golpe de ar frio. Vai ver são os anticorpos, que aqui fazem o papel das experiências pregressas, ou a forma como a criatura sempre cuidou das suas escolhas.

Sabe aquela coxinha maldita que você sabe que vai te fazer entrar na calça com mais dificuldade no dia seguinte? Mas que você come feliz mesmo assim, aproveitando cada instante sem culpa? Depois, não vale achar que vai passar incólume no teste da calça jeans no dia seguinte. Sim, porque parar em uma coxinha só também é desafiador. É igual aquela galera que jura que só come "um pedacinho de bolo"... O resto da história vocês conhecem bem.

Mais uma vez, a gastronomia é metáfora para amor e desejo. A correlação dos assuntos é perfeita porque todos eles são movidos a necessidade, vontade e uma boa dose de imaginação. Pensar no seu prato favorito, do nada, tem o mesmo efeito de um contato prosaico, e sem querer, com alguém do passado. Um reacende a fome. O outro reacende outro tipo de fome e, deste ponto em diante, dá uma vontade danada de ter uma recaída.

Mas será que vale a pena? Aí é com quem se faz esta pergunta. Pode valer muitíssimo a pena sim, desde que você deposite a exata expectativa no que um brigadeiro pode te proporcionar. Confundir brigadeiro com quindim, xi, sei não.

Mas tem uma coisa que uma recaída não perdoa, insistir no erro. Recaídas fazem parte do roteiro mas não dá para seguir a guia com as mesmas ideias e atitudes na cabeça e no coração. Do contrário, lá vai você de novo para o conserto ou encarar mais uma vez aquela calça jeans que não fecha o botão como quem aponta "não te disse?".

Giovana - está solteira

6 comentários:

Albuq disse...

Giovana, me vi olhando prá coxinha kkkk
Costumo dizer que quando vejo uma coxinha me sinto Gisele Bündchen, crendo que a coxinha não vai fazer nada, quando termino me sinto a baleia willy e fico com um remorso cruel. Então, penso as recaídas dessa maneira, não deixar de ver as reais situações antes de embarcar, porque na realidade você acaba se envolvendo e entrando em caminhos tortos novamente.
bjsssssss e massa o texto!

3 de julho de 2010 08:45
Andarilho disse...

Perfeita a metáfora! Malditas coxinhas. ;)

3 de julho de 2010 10:53
Blog Sozinha ou Acompanhada disse...

Giovana....
Adorei as metáforas... e menina a vida não é mesmo cheia de recaídas, sejam elas coxinhas, quindins, ou exxx.... mas amei o lance da expectativa, que sacada garota!
beijocas,
Mari.

3 de julho de 2010 14:56
Gerlaine disse...

Recaidas são definitivamente perigosas. =]

3 de julho de 2010 17:33
Ser como a fênix disse...

muito bom... desculpa mas, esse tive que postar no meu blog.
Muito bom como sempre!!!
=)

3 de julho de 2010 21:10
日月神教-任我行 disse...

ssd固態硬碟 外接式硬碟 餐飲設備 製冰機 洗碗機 咖啡機 冷凍冷藏冰箱 蒸烤箱 External Storage Solid State Drives 關島機加酒 關島婚禮 關島蜜月 花蓮民宿 彈簧床 床墊 獨立筒床墊 乳膠床墊 床墊工廠 巴里島旅遊 巴里島spa推薦 巴里島機票 巴里島行程推薦 記憶體 情趣用品 情趣用品USB Flash DrivesMemory Cards 產後護理之家 月子中心 坐月子中心 坐月子 月子餐 投資美國物業 美國租金報酬 美國房屋買賣 房地產投資說明會 美國房地產 美國置產須知 美國房屋物件 SD記憶卡 隨身碟 高雄當舖 高雄汽車借款 高雄機車借款 高雄房屋二胎貸款 高雄汽機車免留車

17 de junho de 2015 20:28