sexta-feira, 21 de maio de 2010

Saudade é incrível

Nada como um fim de festa para as sábias conclusões. A roda era animada e o assunto casamento veio à tona. Tinha uma solteira, outra solteira descasada faz um tempo, uma casada e um gay casadíssimo. O tema central e unânime? Homens, elementar caras e caros Watsons...

Sim, eles compõem o saco dos assuntos mais quentes e disputados entre quem curte o clube dos machos. Fazer o quê? E a visão do gay casadíssimo deu de dez a zero no quesito "dicas espertas para você se tocar e deixar de bancar a besta". A primeira delas? Saudade é incrível.

Tem que explicar mais alguma coisa? É o sentimento que põe tudo a prova. O que resiste à saudade, persiste. O que sucumbe é porque não valia à pena. Antes da saudade, havia campo fértil das expectativas sejam elas quais forem. Depois dela, tem sempre o recomeço ou uma experiência intensa. Isso, claro, para quem explora a saudade como motor de aspirações e de ação, e não como uma anomalia que só encontra tradução na língua portuguesa. Então, saudade é ou não é incrível?

Ponto para o autor da frase que, não demorou muito para soltar outro petardo realístico-sensacional. "Homem é raso!". Ora, disse isso um homem que gosta de homens. Mais credenciado para entender do riscado tem? Eu duvido, pois nenhuma mulher chegaria à tal conclusão brilhante assim na mosca. "A mulherada fica perdendo o maior tempo pensando no porquê do cara agir assim, assado. Homem é objetivo, se falou X é porque quis dizer X, e não X-Y-Z. Se não disse nada é porque não tinha nada a acrescentar mesmo. Se foi para outro lado é porque não quer. Homem é raso, gente!".

Então, da próxima vez que o sujeito não ligar, pense na teoria do raso. Quando tiver dúvida em retornar um convite para o abismo, pergunte-se se sente saudades. Caso sim, não esqueça: ela é incrível e faça o favor de pular sabendo quantos metros tem até o chão. Saber cair no raso é outra dica para guardar do lado esquerdo, combinado?

Giovana - está solteira

9 comentários:

Andarilho disse...

Essa lição a mulherada não aprende. Pode ter livros, filmes, o amigo gay falar, mas logo logo, elas esquecem que o homem é raso.

E começam a formular historinhas mirabolantes pra explicar as coisas que elas não querem ver.

Pior ainda se as amigas também têm coisas que não querem ver, porque aí é uma alimentando as historinhas e fantasias da outra.

Ai, ai...

21 de maio de 2010 07:54
Camille Mollona disse...

Gi, tu esta certissima!
Bjao bem grande e otimo Find!

21 de maio de 2010 08:50
Albuq disse...

Giiiiiiiii amei a frase e o ponto de vista do teu amigo! Sem dúvida... ele está certíssimo! kkkk bjs

21 de maio de 2010 09:22
Flávio P. disse...

Estou com Andarilho e não abro!

Mulher veio sem o chip de memória... logo logo esquece ou o chip das desculpas inventadas por elas mesmas vem com força total e cria estórias mirabolantes para explicar o "raso"!

Beijos e bom fds a todos

21 de maio de 2010 11:57
Blog Sozinha ou Acompanhada disse...

Querida Gi,

Adorei! E não é mesmo fácil se lembrar que eles são diretos! Ou melhor "RASOS"... agora quando bate a tal da saudade é que é o perigo... mesmo se esborrachando no raso a gente pula!!!!hahahaha...
beijocas,
Mari.

21 de maio de 2010 13:15
Melanie Brown disse...

Agora nós chamamos isso de "raso" né?!!
Sei...
kkkkkkkkkkkkkkk

21 de maio de 2010 15:17
Nina disse...

"As coisas são o que parecem ser".

Sempre achei isso. Mas aí um amigo me lembrou do que disse Anais Nin:

"não vemos as coisas como são, mas sim como nós somos".

Daí fiquei confusa, rs. Mas acho que eu estou certa, sabe? Não tem muito mistério, não.

Bjo!

21 de maio de 2010 16:39
3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Olha...até entendo o que você quer dizer, mas acho que eu me relaciono com homens um pouco mais profundos.

Tenho sorte - e às vezes azar - de só gostar dos fora da curva. =D

E saudade é incrível!! Quando não doi, ;-)

bacciosss

deb

21 de maio de 2010 18:43
Mulherzinha Sim! disse...

Durante um tempo, eu demorei para acreditar, mas com a maturidade aprendi que realmente os homens são rasos. Ou melhor, são objetivos. Se eles querem uma mulher, não medem esforços para conquistá-la, ainda que seja só para levar para a cama. Então, se o cara não te ligou, se não te convida para sair e outras coisitas é porque não está tão interessado assim.

24 de maio de 2010 08:40